Cliente fiel do modelo 737, anteriormente a Southwest tinha uma encomenda firme para 200 aviões da família 737 MAX, com mais de 100 opções de compra, mas agora a companhia americana realizou uma alteração significativa no seu contrato com a Boeing, que não poderíamos deixar de citar por aqui.

Em primeiro lugar a Southwest converteu 40 opções de compra (das 100) em encomendas fixas, especialmente para o modelo 737 MAX 8. Passando dessa forma a ter 210 encomendas para o 737 MAX 8, sendo que ela já recebeu 13 aviões desse modelo em sua frota.



E depois disso a Southwest adiou boa parte de suas entregas do 737 MAX 7 para depois de 2023. Praticamente anulando o esforço da Boeing para certificar logo a menor variante da família 737 MAX.

Foto – Boeing

Dessa forma a Southwest agora só vai receber 7 unidades do 737 MAX 7 em 2019. Anteriormente eram 23 aeronaves programadas para entregar entre 2019 e 2021, mas agora a companhia vai receber 12 aviões em 2023 e os 11 em 2024.

A previsão de entregas para essa conversão é que a Southwest receba 15 aviões 737 MAX 8 em 2019, e 25 em 2020, completando dessa forma as 40 encomendas adicionais.

De acordo com a Southwest, a alteração nas encomendas foi para se beneficiar de uma “reforma fiscal” aprovada no final de dezembro pelo Congresso dos EUA. A principal alteração é na taxa cobrada de imposto de renda das empresas.