A SpaceX está buscando uma nova forma de investimento para prosseguir com sua obra de construção do Centro de Lançamento privado da empresa, localizado no Texas. A “saída” agora é arrecadar cerca de US$ 5 milhões em financiamento estadual, justificando isso pela geração de empregos no local e desenvolvimento de tecnologia.

O espaço-porto da SpaceX é a instalação ideal, de acordo com a empresa, para absorver a futura demanda por viagens espaciais, incluindo as cargas colocadas no espaço, como os satélites. Só em 2018 a SpaceX vai fazer mais de 30 lançamentos, usando para isso a Base Aérea de Vandenberg, na Califórnia, e dois Pads de lançamento no Kennedy Space Center, na Flórida.



Elon Musk estima que vai gastar cerca de US$ 100 milhões para construir um centro de lançamento próprio, e como sempre, ele estimou que o local estaria pronto em 2016, mas já adiou para o final de 2018 e provavelmente vai adiar outra vez.

Cerca de US$ 15,3 milhões em fundos estaduais já foram reservados para o Spaceport de Boca Chica planejado pela SpaceX, mas apenas US$ 3 milhões foram desembolsados pelo estado até o momento, mas a SpaceX retornou uma pequena quantia deste dinheiro porque o projeto ficou aquém dos objetivos, e não conseguiu manter o ritmo do seu cronograma original.

A Texas já recebeu outros incentivos estatais em projetos no Texas, como uma zona de testes de foguetes em McGregor, perto de Waco.

O novo dinheiro estatal para o projeto viria de um fundo de desenvolvimento econômico altamente específico, denominado Spaceport Trust Fund. O dinheiro destina-se na ajuda a pagar por “uma infra-estrutura necessária ou útil para estabelecer um porto espacial”.

Apenas três condados do Texas formaram corporações de desenvolvimento de empresas espaciais, são elas: Cameron, McLennan e Midland, o que significa que eles são os únicos municípios elegíveis para a SpaceX receber o financiamento.

Via – 512 Tech