Ontem a SpaceX começou o ano bem, ela concluiu com sucesso mais uma missão com o foguete Falcon 9, incluindo a parte do pouso.

O foguete Falcon 9 estava levando a carga secreta Zuma, do governo dos EUA. A carga é tão secreta que o governo americano não divulgou o motivo da carga, e nem o órgão responsável por operar o equipamento tecnológico depois que eles estiver em sua órbita. A única informação é que a carga foi fabricada pela Northrop Grumman.



Como citamos acima, a SpaceX conseguiu realizar o pouso com sucesso, um dos requisitos da missão foi a utilização de um foguete novo, ao contrário da NASA, que já aceita foguetes reutilizados. O lançamento foi realizado do Pad 40 do Kennedy Space Center, na Flórida, já que o Pad 39 está neste momento dedicado para o foguete Falcon Heavy.

O lançamento foi inicialmente programado para novembro, mas a Northrop Grumman adiou várias vezes para que os engenheiros pudessem analisar um problema com a carga.

A SpaceX cortou sua transmissão ao vivo na internet logo após a separação da carga do foguete, citando os critérios de segurança da carga. As imagens do foguete foram para o primeiro estágio nesse momento do corte, para mostrar o pouso realizado em período noturno.

Pouso em terra firme do Falcon 9.

Um porta-voz da Northrop Grumman disse que a SpaceX forneceu o “cenário mais acessível e de menor risco para o lançamento do Zuma”. O Zuma deverá ficar em uma órbita a cerca de 2000 km de altitude.

Para este ano a SpaceX espera lançar cerca de 30 foguetes Falcon 9, e em 2017 lançou cerca de 18 desses foguetes. Atualmente a empresa está entre uma das maiores do ramo, com a maior quantidade de lançamentos agendados em 2018.

 

Confira a transmissão ao vivo no vídeo abaixo: