A SpaceX já fez isso anteriormente, e todos nós sabemos da capacidade da empresa de lançar 3 foguetes em pouco mais de 10 dias. Na verdade essa é uma meta de Elon Musk, fazer voos pelo menos semanais para o espaço, e isso pode mudar mais ainda quando o BFR estiver pronto.

O início dessas duas missões de sucesso começou no início desta semana, já na madrugada de segunda-feira, com um lançamento a partir da Base Aérea de Vandenberg, na Califórnia. O outro lançamento ocorreu no Kennedy Space Center, através da plataforma 39A, famosa pelos lançamentos históricos que saíram de lá.

 

Lançamento dos satélites Iridium NEXT – Segunda (08/10)

Na segunda-feira desta semana, às 05h17 na Califórnia, a SpaceX lançou novamente um Falcon 9 com satélites Iridium NEXT a bordo, no total 10 deles, esse foi o 3º lançamento desses satélites usando foguetes da SpaceX, 30 satélites Iridium NEXT já estão no espaço, cerca de 72 deles estarão operando até o final de 2018, e nós já falamos desse projeto por aqui.

A separação e pouso do primeiro estágio foram realizadas com perfeição, o foguete pousou em uma plataforma no Oceano Pacífico, como é comum para os lançamentos realizados na Base Aérea de Vandenberg, mesmo sem oferecer nenhuma visibilidade para os engenheiros da empresa.

“Uma aterrissagem bem-sucedida do primeiro estágio”, disse o comentarista da SpaceX em uma transmissão ao vivo do lançamento no site da empresa de Elon Musk.

O pouso do foguete ocorre no tempo “7:50” do vídeo abaixo.

 

Satélite Echostar 105/SES-11

Ontem (11/10) às 18h53 no horário da Flórida, a SpaceX lançou o Falcon 9 com o satélite Echostar 105/SES-11 a bordo.

Nesse lançamento o primeiro estágio do Falcon 9 também pousou através de uma baia marítima, mas dessa vez no Oceano Atlântico. Dessa forma a SpaceX marcou o 18º pouso bem sucedido de um “foguete” Falcon 9, e o segundo também em menos de 3 dias.

Outro destaque da missão é que esse primeiro estágio já foi utilizado anteriormente em outro lançamento, que ocorreu em fevereiro desse ano levando carga para a Estação Espacial Internacional. Mesmo com um foguete já utilizado antes, a missão foi um sucesso, desde o lançamento até o pouso no mar e provavelmente a SpaceX vai reutilizar esse primeiro estágio novamente.

Esse foi o 15º lançamento da SpaceX neste ano.

O satélite foi elaborado para fornecer cobertura de televisão e capacidade de comunicação para a América do Norte, Havaí, México e Caribe. Ele tem 24 transponders de banda C na parte elaborada pela SES e responsável pelos serviços de tv na América do Norte, e 24 transponders de banda Ku na parte da Echostar para comunicação. O destaque desse satélite é sua capacidade de fornecer canais em resolução Ultra HD (4K).

COMPARTILHAR