A SpaceX atingiu um marco significativo na madrugada desta terça-feira (horário de Brasília), ela realizou o 50º lançamento do foguete Falcon 9, o equipamento que revolucionou a indústria espacial e colocou a SpaceX em uma posição de destaque.

Essa missão com um marco especial foi realizada para lançar o satélite geoestacionário Hispasat 30W-6, que oferecerá alta conectividade com televisão “a cabo”, banda larga e redes corporativas. Sua posição geoestacionária abrange uma boa parte da Europa e norte da África.

Esse também é o maior satélite geoestacionário transportado pela SpaceX, com quase 6100 kg, ele é baseado na plataforma SSL-1300, com vida útil por volta dos 15 anos. O satélite é equipado com incríveis 48 transponders em banda Ku, 6 em banda Ka e um em banda C.

O foguete utilizado é uma versão Full-Thrust Block 3, e por isso, a SpaceX descartou qualquer recuperação do objeto, visto que a empresa está descartando as unidades Block 3, que serão substituídas ainda este ano pelo Block 5, com maior capacidade de lançamento. Essa unidades Block 3 já foram utilizadas em outros lançamentos.

O pouso também não ocorreu por causa de “condições climáticas adversas” na costa da Flórida, de acordo com a SpaceX.

O lançamento foi realizado a partir do Kennedy Space Center, no PAD 40A. A altitude do satélite é de quase 36000 km, e por isso, ele exigiu uma órbita de transferência. Todo o processo durou cerca de 33 minutos, até o ‘deploy’ do satélite, que é o momento onde o mesmo desconecta do segundo estágio do foguete.

O foguete Falcon 9 deverá ultrapassar em breve a marca de 100 lançamentos, visto que a SpaceX espera realizar mais 30 missões com este foguete em 2018.

 

Veja abaixo a transmissão ao vivo do lançamento: (decolagem em 19:45)

This post is available in: pt-brPortuguês