Não categorizado

STOL Decolagem e Pouso Curto

Basicamente há três tipos de decolagem e pouso, a STOL (decolagem curta), CTOL (decolagem convencional) e a VTOL (decolagem vertical).

O STOL é realizado em pista extremamente curtas, há casos de decolagem com apenas 18 metros de corrida.

Eis aqui um ví­deo que me deixou impressionado, é notável que um pouso desse não é nada fácil, exige uma alta habilidade e sangue frio do piloto.

Vejam que em alguns casos a calda levanta com o avião ainda parado, quando em uma decolagem convencional o avião deveria percorrer centenas de metros para tal proeza. A motivo é claro. O avião é demasiadamente leve.

Aí­ vem a pergunta. Como isso é possível?

Esses aviões tem a velocidade de STOL muito baixa, consequentemente possibilitando um pouso e decolagem com menor velocidade, assim utiliza um espaço muito menor de pista. É essencial o uso de dispositivos hipersustentadores, o flap é totalmente abaixado afim de aumentar a curva da asa, dessa forma adquirindo mais sustentação. A asa também é maior para aumentar a sustentação.

       

O pouso curto é necessário pois há lugares onde não é possível a construção de grandes pistas, como em montanhas, regiões de relevo acidentados, ilhas e florestas.

Um belo exemplo disso é o aeroporto de Lukla, no Nepal.

 

 

 

 

 

 

About the author

Rodrigo Rott

Rodrigo Rott

Newsletter

[newsletter_signup_form id=1]

Facebook

Em busca de hotel?


Share This