A Bombardier Business Aircraft realizou nesta semana o voo inaugural do terceiro Global 7000 (FTV3). A aeronave estava no comando dos pilotos Logan Lamping e Derek Thresher, sendo acompanhadas pelos engenheiros Duane Moore e Matthew DiMaiolo, que monitoraram a performance de diversos sensores.

Esse Global 7000 é nomeado de FTV3, e está se juntando ao programa de testes em voo, que já começou em novembro de 2016 com o FTV 1, a aeronave irá aumentar o estudo sobre a confiabilidade e maturidade do projeto, além de testar o sistema de aviônicos da aeronave. O sistema elétrico também deverá entrar em testes com o FTV 3.

Esse é o primeiro Global 700 que será equipado com duplo HUB, uma espécie de display translúcido que fica na altura da cabeça do piloto, ele mostra informações essenciais do voo e evita que o piloto desvie seu olhar para outros instrumentos em momentos críticos do voo, como na decolagem e no pouso.

Foto – Bombardier/Divulgação

O Global 7000 se destaca por ter atingido sua velocidade máxima (Mach 0,995), cerca de cinco meses após iniciar os voos de testes. A Bombardier relata que o programa de testes e desenvolvimento da aeronave está de acordo com o cronograma inicial para a certificação, que deverá acontecer em 2018.

O Global 7000 é uma evolução notória na linha de jatos executivos da Bombardier, com maior capacidade de passageiros (17), velocidade de cruzeiro superior (Mach 0.925) e maior alcance (13705 km), essa aeronave vem para completar a linha da Bombardier que atualmente não tem um concorrente nessa faixa de capacidade. O Global 7000 também conta com uma suíte master, com chuveiro disponível, tudo para concorrer com o Gulfstream 650ER. A Bombardier ainda espera lançar o Global 8000 nos próximos anos.

 

This post is available in: pt-brPortuguês