Foto - Boeing
Foto – Boeing

A United Airlines irá começar a aplicar a política de baixa tarifa para seus voos domésticos, a companhia apelidou esse novo serviço de “basic economy” e começará a ser implementado a partir de 2017. Esse serviço também proporcionará uma economia de US$ 1,6 bilhões com a nova configuração para as aeronaves, ou seja, a maior disponibilidade de assentos poderá trazer rendimento extra para a United, a companhia também espera economizar US$ 4,8 bilhões em quatro anos, retirando outros serviços.

Entre os cortes da United está a limitação para bagagem de mão, o cliente terá direito a um espaço menor dentro da aeronave, além de não poder escolher assento na aeronave e embarcar por último. Os serviços como alimentos, bebidas, entretenimento e Wi-Fi serão mantidos pela United, para concorrer forte com as companhias Low Cost que não oferecem esses serviços para os passageiros.

Passageiro terá direito ao serviço de refeição. Foto - United Airlines
Passageiro terá direito ao serviço de refeição. Foto – United Airlines

A United também mostrou que está incomodada com a nova postura da Delta, a companhia justificou sua “basic economy” dizendo que companhias grandes, como uma de Atlanta (Delta), já tem o serviço disponível para seus passageiros.

A última companhia full-service que anunciou essa postura foi a LATAM Airlines, com início da implementação em 2017 para o Brasil. Na LATAM o corte será ainda mais drástico, o passageiro não terá direito ao serviço de bordo com alimentação e entretenimento.

COMPARTILHAR