A United Airlines realizou um acordo com o passageiro que foi retirado à força de um voo da companhia, há algumas semanas. A companhia não revelou o valor que irá pagar em caráter de indenização para David Dao, o médico de 69 anos que foi arrastado para fora do voo da companhia, no dia 09 de abril, em um ato de grande repercussão na mídia mundial.

A medida da companhia fez as ações despencarem após uma declaração do presidente-executivo da empresa, Oscar Muñoz. A United agora está satisfeita que conseguiu obter um acordo com o passageiro e assim evitar uma maior repercussão do caso. David Dao teve o nariz quebrado, uma concussão na cabeça e perdeu dois dentes durante a confusão para retirar ele da aeronave.

“A United assumiu a responsabilidade total pelo que aconteceu no voo 3411, sem tentar culpar terceiros, incluindo a polícia da cidade de Chicago. Por essa aceitação de responsabilidade corporativa, a United deve ser aplaudida”, disse o advogado Thomas Demetrio, que está auxiliando seu cliente David Dao.

A United Airlines já pensa em realizar diversas mudanças nos serviços para os passageiros, e já realizou mudanças nas regras para transportes de tripulantes, que agora beneficiam o passageiro, caso a companhia precise embarcar algum antes do voo.

This post is available in: pt-brPortuguês