A Força Aérea dos EUA tirou um Lockheed Martin F-22A da estocagem e está planejando colocar a aeronave em atividade até o final deste ano. A aeronave, que tem número de série F-22 91-4006, receberá atualizações para se igualar com as que já estão operacionais pela USAF.

O F-22 que estava estocado na Edwards Air Force Base, Califórnia, está equipado com a versão de aviônicos nomeada de Block 10, porém a USAF gastará 25 milhões de dólares para colocar os aviônicos do tipo Block 20 no F-22, a finalidade é que a aeronave componha os 187 Raptors que foram fabricados e entregues para a Força Aérea Americana.



O Block 20 é caro pois exige a modificação de sistemas básicos da aeronave como controles hidráulicos, elétricos e de voo.

A USAF não declarou oficialmente a intenção de retomar essa aeronave para o serviço, visto que o portal FlightGlobal divulgou essa informação, mas especulações anteriores afirmavam que os EUA poderiam fabricar novamente o F-22, visto que o país agora precisa de mais aviões de combate pesado, porém, abrir a linha de fabricação do F-22 novamente com todas as atualizações é algo bem caro e que pode afetar o orçamento americano.