Foto - Eurospot/Via Flickr

A pintura que vai equipar o primeiro Airbus A330-900neo da Azul foi revelada em uma foto recente, tirada pelo Eurospot diretamente de Toulouse, na França.

A pintura é bem semelhante a que já equipa os A330 aqui do Brasil, o diferencial é a máscara na janela do cockpit que agora virou item de série para o modelo A330neo, assim como no A350.

A aeronave, que tem o número de fabricação MSN 1876, agora vai seguir para a instalação dos motores Rolls-Royce Trent 7000 e depois para os testes em solo e em voo. Se a certificação for obtida em agosto, como previsto pela Airbus, a aeronave será entregue no último trimestre de 2018.

A330neo da Azul na linha de montagem da Airbus.

No Brasil esse A330-900neo receberá a matrícula PR-ANZ e, como sempre, deverá ser nacionalizado em Confins (MG).

Com a chegada das novas aeronaves, a Azul será a única companhia da América do Sul e uma das primeiras do mundo a operar o novo modelo, que contará com 298 assentos, 27 a mais do que os atuais A330 da companhia, na configuração high density. Ao todo, serão 34 assentos na Business, 108 na Economy Extra e 156 na Economy.

O A330neo também é equipado com o novo interior Air Space da Airbus, preparado exclusivamente para essa nova geração do A330neo.

Atualmente a Azul opera com 7 aviões do modelo A330-200, atual geração do A330. A companhia encomendou cinco aviões A330-900neo.

O Trent 7000 da Rolls-Royce é o único motor disponível para o A330neo, com o dobro da relação de bypass do Trent 700 que alimenta o A330ceo, a Rolls-Royce disse que o Trent 7000 reduz o consumo de combustível em até 10%.

This post is available in: pt-brPortuguês