Mesmo com muita neve e frio na Rússia, o mais novo caça de 5ª geração, o Sukhoi Su-57, conhecido anteriormente como T-50 ou PAK FA, realizou seu primeiro voo com os novos motores Saturn Izdeliye-30, a versão destinada para ser usada neste avião.

De acordo com informações divulgadas pelo Ministério da Indústria e Comércio da Rússia, que responde pelas empresas estatais, o primeiro voo de testes com o novo motor foi bem sucedido, não apresentando nenhuma anomalia. Uma curiosidade é que a Sukhoi optou por usar um motor da geração passada nesse protótipo, juntamente com o Saturn Izdeliye-30.



Motor Saturn Izdeliye-30, uma de suas diferenças na parte externa, para a geração anterior, é a presença do serrilhado na tubeira direcional do motor. Outras características foram alteradas internamente.

O Sukhoi Su-57 ganhou uma nova motorização recentemente, como já citado, o motor instalado no caça é o Saturn Izdeliye-30, que já uma versão atualizada do antigo motor Izdeliye-117, este usado no Sukhoi Su-35.

O novo motor é mais potente e eficaz, permitindo assim que o Su-57 mantenha um voo supersônico por mais tempo sem gastar muito combustível, tal tecnologia é chamada Super Cruise, que mantém o voo supersônico por um tempo sem a necessidade dos pós-combustores. A tecnologia não é apenas encontrada nos caças de 5º geração, mas também na 4º geração ++ como, por exemplo, o Suhkoi Su-35 e o Saab Gripen NG.

Su-57 durante o primeiro voo.

A expectativa é que a Força Aérea Russa receba em 2019 cerca de 12 unidades, isso se houve sucesso nos testes com o novo motor. Além do motor, testes com novos aviônicos no moderno cockpit do caça também serão realizados.

Apesar de toda essa expectativa, a Rússia só poderá receber os Su-57 com os motores destinados para esse caça depois de 2020, após os testes com esses motores. Na outra versão a Sukhoi já construiu 9 protótipos, todos equipados com os motores Izdeliye-117, o primeiro protótipo voou pela primeira vez em 2010.

Entre as capacidades do Su-57 está a possibilidade de voar por 5 horas e meia com somente um tanque de combustível e com armamento, a detecção de alvos a 400 quilômetros de distância, além da capacidade de atingir 16 alvos simultaneamente usando mísseis guiados por laser que se comunicam com o computador interno da aeronave.

Ele é um caça multiuso projetado para os papéis de superioridade aérea e ataque ar-ar. O avião está planejado para ter capacidades de super-cruzeiro, não detecção por radares, super-capacidade de manobra até em Mach 2 e aviônicos avançados para superar a 4ª geração de caças.

 

Veja um pouco mais sobre esse voo no vídeo abaixo: