Uma aeronave da Gol Linhas Aéreas teve seu voo atrasado por conta de uma falsa ameaça de bomba a bordo. O voo teria como destino São Paulo, mas antes faria uma escala no Rio de Janeiro.

A Gol Linhas Aéreas recebeu a ameaça de bomba a bordo antes do embarque, e em seguida a companhia aérea notificou a Polícia Federal do ocorrido e atrasou o voo para manter a segurança dos passageiros. Após uma vistoria na aeronave a Polícia Federal afirmou que era um trote, e portanto a ameaça era falsa, após o laudo da Polícia o voo prosseguiu para seu destino com meia hora de atraso.

De acordo com a PF, uma criança fez a ligação e foi identificada, a mãe e a criança foram interrogadas na unidade da Polícia Federal no aeroporto e não prosseguiram no voo.

A GOL informou em nota, que seguiu todos os protocolos de segurança conforme a legislação e as normas do setor, colaborando com as autoridades responsáveis até esclarecer que a ameaça era falsa. A companhia ainda lamentou o desconforto causado aos clientes, mas ressaltou que as medidas tomadas, ainda que tenham gerado atrasos na operação, visam a segurança de todos.

 

Fonte – G1

This post is available in: pt-brPortuguês