Tem alguns lugares que você não deve ir com um avião normal, um deles é o furacão, não preciso nem explicar, você já imaginou o motivo. Mas os pilotos do NOAA são craques nisso, até falamos dele anteriormente por aqui, mas dessa vez eles entraram no furacão Irma, que está no Caribe e se tornando potencialmente perigoso, com categoria 5 e ventos de até 295 km/h. O avião utilizado foi um WP-3D Orion, preparado especialmente para isso.

Esse é o furacão mais forte já registrado na bacia do Atlântico, por isso várias Ilhas do Atlântico estão em situação de risco, moradores estão rapidamente saindo de suas casas.



Já sobre o furacão, ele avança rapidamente, você pode ver o trajeto do voo realizado pelo WP-3D Orion Clicando Aqui, o voo foi realizado hoje (05/09). Veja um pouco sobre como é turbulento o voo no vídeo abaixo.

A NOAA (Agência Americana Oceânica e Atmosférica) faz esse voo quando existe algum furacão, ela estuda o comportamento dos furacões através de diversos sensores instalados na aeronave, com isso é possível medir a velocidade do vento em diversos pontos da tempestade e também a sua densidade e pressão.

Não me pergunte o motivo do nome do furacão, é estranho…