(Reuters) – A Latam Airlines, maior grupo aéreo da América Latina, vai cortar o salário de seus 43 mil funcionários em 50% por três meses, afirmou uma fonte próxima da situação nesta quinta-feira.

A Latam tem operações concentradas principalmente no Chile e no Brasil. O presidente-executivo da companhia vai reduzir seu salário em 100%, acrescentou a fonte.

A LATAM já anunciou anteriormente, em conjunto com o SNA, um plano de Licença Não Remunerada para seus tripulantes, por um período temporário. Ao mesmo tempo a companhia também precisou cortar cerca de 85% dos seus voos internacionais, e continua reduzindo bastante a oferta de assentos no mercado de voos domésticos.

De acordo com a companhia, os cortes são para melhorar a situação financeira da empresa, enquanto a crise de baixa demanda causada pela disseminação do Coronavírus ocorre.

 

DEIXE UMA RESPOSTA