A Boeing é atingida pelo vírus WannaCry

A Boeing foi atingida na quarta-feira 28/03 pelo vírus WannaCry, e após um susto inicial dentro da empresa de que equipamentos vitais de produção de aviões pudessem ser derrubados, os executivos da empresa ofereceram garantias de que o ataque foi aniquilado com danos mínimos.

Embora a notícia do ataque tenha desencadeado um alarme generalizado na empresa e entre os clientes das companhias aéreas durante o dia, à noite a Boeing pedia calma.

“Fizemos uma avaliação final”, disse Linda Mills, chefe de comunicações da Boeing Commercial Airplanes. “A vulnerabilidade foi limitada a algumas máquinas. Nós implantamos patches de software.”

A notícia se espalhou nas mídias sociais e sites de notícias, mas a Boeing afirma que os relatórios são “exagerados e imprecisos” e que “não houve interrupção do programa do jato 777 ou de qualquer um dos nossos programas. ”

Ataques de ransomware aumentaram nos últimos anos. O único propósito para um hacker implantá-lo é danificar os sistemas de computador.

O vírus WannaCry surgiu pela primeira vez em um ciberataque em todo o mundo em maio de 2017. Depois que um único computador é infectado, ele pode se espalhar para todos os computadores Windows em uma rede.