A Boeing, junto da Força Aérea dos Estados Unidos (USAF) e da Força Aérea do Catar (QEAF), realizou nesta quarta-feira (25) a cerimônia oficial de rollout do F-15QA, o mais novo caça da Força Aérea do Catar. A aeronave representa uma das versões mais avançadas do F-15 e será chamada de Ababil, uma ave de rapina da mitologia islâmica. 

https://twitter.com/JetsQatar/status/1430609953736253440

“O lançamento do F-15QA é importante, não apenas em termos de capacidade, mas também em termos da parceria aprimorada que representa. A relação que os Estados Unidos compartilham com o Qatar é crítica para a estabilidade e segurança da área de responsabilidade do comando central, e somos gratos pelo foco contínuo de nosso parceiro de coalizão na construção de interoperabilidade e prontidão combinada”, disse o Tenente-General Greg Guillot, Comandante de 9ª Força Aérea. “É um privilégio e uma honra estar ao lado de nossos colegas do Catar hoje e todos os dias.”

A Boeing também reforçou que as primeiras aeronaves serão entregues ao Catar até o final de 2021, após a conclusão do treinamento pré-entrega dos pilotos.

“O programa F-15QA aprimorou ainda mais as tecnologias de próxima geração no F-15 avançado, como os controles de voo fly-by-wire, um glass cockpit totalmente digital e sensores contemporâneos, radar e capacidade de guerra eletrônica”, disse Prat Kumar, vice-presidente do programa F-15. “Impulsionada pela engenharia digital e fabricação avançada, essas aeronaves representam um salto transformacional para o F-15. O F-15QA aumentará a superioridade da QEAF com mais velocidade, alcance e carga útil do que qualquer caça no mundo ”.

Os três primeiros F-15QA serão entregues ao Catar ainda este ano. Foto: Boeing/Divulgação.

A fabricante tem fornecido suporte logístico e de manutenção para a QEAF durante o treinamento de pré-entrega dos pilotos, que começou no início deste ano. Além disso, a Boeing estabelecerá e operará um centro de treinamento de tripulação e manutenção para o QEAF na Base Aérea de Al Udeid no Qatar até 2024, ao mesmo tempo que fornecerá peças sobressalentes e suporte logístico no país assim que as aeronaves forem entregues.

“A Boeing tem o orgulho de fornecer uma solução holística para nosso valioso cliente do Catar por meio de treinamento e suporte sob medida”, disse Torbjorn “Turbo” Sjogren, vice-presidente de Governo Internacional e Defesa da Boeing. “Esperamos continuar a nossa parceria com o Catar e apoiar ainda mais suas necessidades de prontidão para a missão.”

Em maio, dois pilotos ejetaram de um F-15QA quando o caça ainda estava na pista do Aeroporto MidAmerica, em Mascoutah, nos EUA. O aeroporto divide suas operações com a Base Aérea de Scott, onde os pilotos do da QEAF estão realizando o treinamento para voar o novo caça.

A cerimônia ocorre pouco mais de três anos depois que a Boeing anunciou o início da fabricação dos 36 caças adquiridos pelo Catar por cerca de US$ 12 bilhões, com opções para mais 36 unidades. O F-15QA Ababil (também chamado de Qatari Advanced) e o F-15EX Eagle II representam as mais modernas variantes do F-15 Eagle, originalmente desenvolvido pela McDonnell Douglas ainda na década de 1960/1970. 

O F-15QA fez seu primeiro voo em abril de 2020. O caça conta com um radar AESA Raytheon AN/APG-82(v)1, compatibilidade com o capacete com display integrado Digital Joint Helmet-Mounted Cueing System (D-JHMCS), display panorâmico sensível ao toque de 10×19 polegadas, avançada suíte de guerra eletrônica, e o Advanced Display Core Processor II, o mais rápido computador já usado por um caça, capaz de processar 87 bilhões de instruções por segundo.

Cockpit do F-15QA com sua tela de grande área, similar à do F-35 e JAS-39E/F Gripen. Foto: Boeing.

A aeronave também possui mais pontos duros, aumentando o número de armamentos que podem ser usados em combate. Acredita-se que o F-15QA e o F-15EX podem carregar até 22 mísseis ar-ar. O F-15QA possui dois motores turbofans General Electric F110-GE-129, cada um podendo gerar um empuxo máximo de 29 mil libras em regime de pós-combustão. Segundo a Boeing, o caça tem uma velocidade máxima de Mach 2.5, teto máximo de 70 mil pés e autonomia de 1200 milhas náuticas (2222 quilômetros) voando a 60 mil pés. 

DEIXE UMA RESPOSTA