Logo depois da Embraer anunciar o acordo com a Boeing na manhã desta quinta-feira, as ações (EMBR3) da empresa começaram a despencar na Bolsa de Valores.

Próximo das 15h00 a queda do valor das ações era de 14,40%, em comparação com o valor da abertura, sendo cotadas por R$ 23,07. Provavelmente essa queda é um reflexo de uma análise que ainda está sendo realizada, do documento preliminar publicado pela empresa para os investidores.

Enquanto isso as ações da Boeing iniciaram o dia com uma leve alta, mas que às 15h de hoje se converteu em uma pequena queda de 0,08%.

Um dos motivos dessa súbita queda foi a grande expectativa criada sobre o acordo entre as empresas ser fechado nesta semana, através de informações vazadas desde segunda-feira. Uma ação da empresa na Bovespa chegou a custar R$ 27,28, no início da tarde de ontem, e agora está sendo negociada por R$ 23,07.

O acordo da Boeing com a Embraer é para a criação de uma joint-venture na parte de aviação comercial da empresa, com 80% de participação da empresa americana e 20% da empresa brasileira.

A transação avalia 100 por cento das operações e serviços de aviação comercial da Embraer em 4,75 bilhões de dólares e contempla o pagamento por parte da Boeing do valor de 3,8 bilhões de dólares pelos 80% de propriedade na joint-venture. A Embraer entrará com os seus jatos comerciais no negócio.

A parte de aviação executiva foi deixada de lado, o mesmo para a divisão militar da empresa. Apesar disso a Embraer firmou uma parceria com a Boeing para ajudar na divulgação do KC-390.