Aeroflot apresenta planos para eliminar aviões Boeing 737 e 777

O novo planejamento de frota da Aeroflot, previsto para ser executado até 2028, revela uma surpresa no meio de tudo. A companhia russa planeja deixar de operar com as suas aeronaves Boeing 737NG.

Atualmente a Aeroflot opera com 47 aviões Boeing 737-800NG, juntamente com aviões da família A320 da Airbus. Essa é uma configuração de frota que achamos mais comumente nas companhias aéreas norte-americanas.

No entanto, e seguindo os planos de adicionar aviões russos, a Aeroflot também quer diminuir a dependência de aviões dos Estados Unidos. Por isso, ela vai eliminar aos progressivamente aeronaves dos modelos Boeing 737 e 777 até 2028.

Enquanto isso a Aeroflot vai substituir alguns dos seus aviões Boeing 737 e 777 por aeronaves da família Airbus A320neo, A350XWB e até mesmo pelo avião russo Irkut MC-21, que ainda será certificado.

Os aviões não serão totalmente descartados, eles vão operar em subsidiárias da companhia. Os conhecidos 737-800 passam a operar pela Pobeda, uma companhia aérea de baixo custo, e os 777 vão operar pela Rossiya Airlines, que já opera voos.

Desta forma a Aeroflot pode ficar com uma frota somente de aviões da Airbus e Irkut.

O plano também envolve uma meta de 130 milhões de pessoas voando na Aeroflot ou em suas companhias aéreas subsidiárias até 2028.


 

DEIXE UMA RESPOSTA