Aerolease cancela seus pedidos de 10 Mitsubishi Spacejet

Foto - Mitsubishi Aircraft/Reprodução

A Mitsubishi e a Aerolease empresa de leasing de aeronaves, anunciaram o cancelamento de uma encomenda para 10 aeronaves Spacejet. Com o cancelamento, a Mitsubishi agora fica com 207 encomendas para seu jato.

O cancelamento ocorre em meio a pausa dada pela fabricante em seu projeto, o Spacejet está parado desde outubro do ano passado. A fabricante não definiu um prazo para retomar o projeto, em decorrência disso a Aerolease encerrou o contrato no último dia de 2020. 

Mesmo com o fim do acordo, as empresas disseram que poderiam analisar futuramente uma nova encomenda, conforme os avanços do programa Spacejet. 

“A Aerolease tem sido uma forte defensora dos esforços da Mitsubishi Aircraft para produzir um jato regional de última geração com o SpaceJet. Foi um prazer trabalhar com a equipe da Mitsubishi Aircraft nos últimos cinco anos”, disse Jep Thornton, sócio-gerente da Aerolease Aviation.

Jet Thornton reforçou o desejo que o projeto seja retomado e bem sucedido pela Mitsubishi. Thornton disse ainda que mantem o interesse em encomendar a aeronave após a retomada do projeto.

As 207 encomendas para o novo avião japonês são: 100 aeronaves para a SkyWest, 32 aeronaves para a Japan Airlines, 15 aeronaves para ANA e 10 aeronaves para a empresa de leasing de aeronaves Rockton. Ainda há pedidos para a versão menor M100, sendo 50 para Mesa Airlines com mais 50 opções de compra. 

“Considerando o progresso do programa e a situação do mercado, as atividades de desenvolvimento da SpaceJet M90 serão temporariamente interrompidas e esforços serão feitos para melhorar o ambiente de negócios para a retomada durante este período”, disse o Grupo Mitsubishi.


O projeto já está com atraso de 8 anos, atualmente possui 8 aeronaves protótipos sendo 7 da versão M90 e 1 da versão M100. As aeronaves fizeram seus primeiros voos em 2015, o que fez com que a ANA projetasse receber a aeronave a partir de 2022.

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA