Foto - Austral

A Aerolíneas Argentinas disse que recebeu recentemente propostas para substituir os 26 aviões do modelo Embraer E190 da Austral, filial da companhia que opera com aviões de menor porte.

Apesar de afirmar sobre a possível substituição, o ministro de transportes da Argentina, Guillermo Dietrich, não divulgou mais informações sobre as possíveis aeronaves que substituirão o E190, e também quando a Aerolíneas vai tomar essa decisão.

O que podemos saber no momento é um devido foco no mercado na faixa de 150 assentos para a operação de voos regionais, por parte da Austral, os E190 não se adequam nesse novo planejamento por estarem com apenas 96 assentos, em duas classes.

A companhia agora estuda aviões como o A220-300 da Airbus-Bombardier, e o E195-E2 da Embraer, outras opções como o 737 MAX 7 estão na lista, mas o avião da Boeing tem um custo de operação mais alto, devido ao seu peso adicional, porém dispõe de maior autonomia e se destaca como um avião semelhante aos 737 MAX 8 da Aerolíneas Argentinas.

Ao mesmo tempo fica a dúvida sobre a Aerolíneas Argentinas, que busca aeronaves com menor custo de transporte por assento, mas ao mesmo tempo configura as suas aeronaves com uma capacidade bem menor. O Boeing 737 MAX 8 da companhia é configurado com 170 assentos, mas pode transportar até 189 passageiros, ou 198 na versão MAX 200.

Em um ponto a companhia indica, através do diretor comercial da Embraer, Arjan Meijer, que pode encomendar o E195-E2, tudo depende das negociações entre os governos, mas o novo avião da Embraer fornece a comunalidade com o atual E190, com uma rápida transição de tripulantes, e de baixo custo para a companhia.

DEIXE UMA RESPOSTA