Aeromexico confirma que devolveu 19 aeronaves nas últimas semanas

A companhia Aeromexico confirmou uma devolução de 19 aviões da sua frota, após cancelar o contrato dessas aeronaves com empresas de leasing.

O movimento já estava sendo esperado pelo mercado, visto que a Aeromexico informou essa possibilidade no processo de Chapter 11, a recuperação judicial que enfrenta neste momento.

“Esta ação é mais uma que a companhia está implementando oportunamente para ter maior eficiência em sua frota e consolidar uma plataforma comercial viável e rentável conforme a nova realidade econômica provocada pela pandemia de COVID-19”, aponta o grupo Aeromexico em nota oficial.

Entre as aeronaves que serão devolvidas estão, cinco aviões Boeings 737-700, cinco Boeing 737-800 e nove aeronaves Embraer E170. Entretanto, além das aeronaves os motores General Eletric CF34-8E5 dos E-Jets também serão devolvidos.

Antes do pedido de recuperação no Chapter 11, a Aeromexico possuía uma frota de 125 aeronaves, incluindo nove aviões E170, 47 E190, seis B737 MAX, 35 B737-800, nove B737-700 e 19 B787. Sem esses aviões, somente resta para a Aeromexico operar com 106 aeronaves.

A Aeromexico tem a propriedade de apenas 25 aviões. O restante da frota está sob arrendamento operacional. 

 

DEIXE UMA RESPOSTA