Nesta sexta-feira (22/05) um Airbus A320 de matrícula AP-BLD, da Pakistan Internacional Airlines, sofreu um acidente enquanto se aproximava para pouso em Karachi, no Paquistão.

A aeronave, que anteriormente informou ao Controle de Tráfego Aéreo sobre um problema no trem de pouso e tentou um pouso de “barriga”, que resultou em uma arremetida, estava executando logo depois uma aproximação para pouso em Karachi, quando declarou prioridade na emergência (Mayday), informando que os dois motores desligaram.

A torre liberou o pouso prioritário na cabeceira 25L, porém antes de conseguir pousar na parte asfaltada, a aeronave perdeu altura e colidiu contra o solo em uma área residencial.

De acordo com testemunhas houve a presença de uma explosão seguida de incêndio no momento do impacto. O avião atingiu pelo menos 5 casas.

O Airbus A320 transportava 91 passageiros e 8 tripulantes, cumprindo o voo PK-8303 de Lahore para Karachi. Até o momento, não há informações disponíveis sobre a existência de sobreviventes. 

O Centro Médico de Jinnah informou que recebeu 66 corpos do acidente, alguns passageiros estão sendo tratados em hospitais da região. A família de um ocupante da aeronave postou em uma rede social que um membro da família estava vivo, mas ferido por ter sobrevivido ao acidente.

O Departamento de Saúde de Sindh confirmou que dois passageiros sobreviveram ao acidente.


Mais informações e fotos Pakistan Plane Spotters indicam que a aeronave tentou um pouso de “barriga”, quando segue para pouso sem a presença dos trens de pouso. Porém, o avião só arrastou a carenagem dos motores na pista, e arremeteu logo em seguida.

As fotos também mostram que a RAT (RAM Air Turbine) estava acionada. A RAT é um componente geralmente acionado em emergências, que pode fornecer pressão hidráulica e geração elétrica para os sistemas de controle essenciais da aeronave.

 

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Aeroflap (@aeroflap) em

 

DEIXE UMA RESPOSTA