Aeronave da Ryanair retorna ao aeroporto de origem após registrar fumaça a bordo

Um Boeing 737-800 da Ryanair, de matrícula EI-EVH, registrou um incidente enquanto realizava o voo FR-1006 de Bucareste Otopeni (Romênia) para Londres Stansted, EN (Reino Unido) com 169 pessoas a bordo.

A aeronave decolou da pista 08R de Otopenoi, quando logo depois a tripulação declarou Mayday Mayday relatando fumaça na cabine. A aeronave parou a subida a 5.000 pés.

Poucos minutos depois, a tripulação avisou que a situação estava melhorando e cancelou o Mayday, acrescentando que eles acreditavam que a fumaça tinha relação com problemas no procedimento de de-icing realizado antes da decolagem. 

A aeronave entrou em espera para queimar combustível e retornou a Otopeni para um pouso seguro na pista 26R cerca de uma hora após a partida.

O vídeo abaixo mostra o momento da fumaça a bordo da cabine. A principal suspeita é que o vapor do líquido utilizado do degelo das superfícies da aeronave entrou em no sistema do ar-condicionado.

Como citamos em uma matéria recente que produzimos (clique aqui para ler), as aeronaves costumam fazer o degelo quando em condições de inverno, para evitar que o gelo atrapalhe o correto funcionamento das superfícies de controle da aeronave, bem como a aerodinâmica. No entanto, o etilenogligol, líquido utilizado para o degelo, pode ser tóxico aos humanos.

 

Com informações de The Aviation Herald.

 

DEIXE UMA RESPOSTA