Aeronaves C-130 Hércules e H-60L Black Hawk da FAB apoiam combate a incêndios

Duas aeronaves da Força Aérea Brasileira (FAB) seguem nas ações de combate a incêndios que atingem o Pantanal, no Mato Grosso do Sul (MS). Por conta das queimadas na região e, atendendo ao pedido do Governo do Estado, o Ministério da Defesa deflagrou a Operação Pantanal. As Forças Armadas estão empregando aeronaves no combate a incêndios e atuam em parceria com agências federais e estaduais.

Desde segunda-feira (27), as aeronaves C-130 Hércules, operadas pelo Primeiro Esquadrão do Primeiro Grupo de Transporte (1°/1° GT), e o H-60L Black Hawk, operado pelo Quinto Esquadrão do Oitavo Grupo de Aviação (5º/8º GAV) – Esquadrão Pantera, realizam missões de Combate a Incêndio em Voo e Transporte Aéreo Logístico nas cidades de Campo Grande e Corumbá, respectivamente.

O C-130 Hércules, que está deslocado na Ala 5 – Base Aérea de Campo Grande, utiliza o sistema de combate a incêndio MAFFS (do inglês, Modular Airborne Fire Fighting System). O equipamento conta com dois tubos que projetam água pela porta traseira do avião, a uma altura aproximada de 150 pés (cerca de 46 metros). A aeronave realizou entre terça-feira (28) e quarta-feira (29) quatro voos.

O Capitão Aviador Italo Holanda de Oliveira, um dos pilotos da aeronave, destaca a importância da missão. “É uma satisfação como militar da Força Aérea Brasileira atuar no combate aos incêndios em prol da população, colocando em prática tudo que treinamos, experiências que adquirimos ao longo dos anos”, enfatiza.

 

Já o helicóptero H-60L Black Hawk está engajado nas missões a partir do Aeroporto de Corumbá, no transporte de brigadistas do Corpo de Bombeiros do Mato Grosso do Sul, Fuzileiros Navais da Marinha do Brasil e profissionais do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA). Eles são transportados até os locais das chamas. A aeronave realizou entre terça-feira (28) e quarta-feira (29) cinco saídas.

O Oficial de Operações do Corpo de Bombeiros do Mato Grosso do Sul, Tenente Coronel Huesley Paulo da Silva, enalteceu a importância do apoio da FAB. “Ressalto o empenho da Força Aérea nessa Operação. Sem o suporte do meio aéreo, o nosso trabalho não seria executado”, finaliza.

O Tenente Aviador Danilo Corrêa Alves da Silva, um dos pilotos do H-60L, comentou sobre a atuação na missão. “É motivo de orgulho pessoal e profissional poder atuar de forma sinérgica com outros órgãos envolvidos e saber que todo esforço será válido”, conta.


Operação Pantanal

O Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE), Organização da FAB responsável pelo emprego das aeronaves, realiza a coordenação junto ao Ministério da Defesa (MD), que atendeu à solicitação do Governo do Mato Grosso do Sul. Para cumprir a demanda, o MD estabeleceu um Centro de Coordenação no Comando do 6º Distrito Naval, na cidade de Ladário (MS). Também participam das ações helicópteros da Marinha do Brasil e do Exército Brasileiro.

Fonte: FAB

Fotos: Tenente Danilo – 5º/8º GAV

DEIXE UMA RESPOSTA