Aeroporto Brigadeiro Protásio, em Belém (PA), deve ser retirado da 7ª rodada de concessões

O Aeroporto Brigadeiro Protásio, em Belém (PA), deverá ser retirado dos estudos da 7ª rodada de concessões de aeroportos, que serão iniciados ainda este ano.

A definição ocorreu após reunião entre o ministro da infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, e o governador do Pará, Helder Barbalho, nesta terça-feira (01).

A ideia é que a estrutura do aeroporto seja extinta e transferida para o aeroporto Val-de-Cans, que fica geograficamente ao lado do terminal de menor porte. Inicialmente, os dois terminais integravam o bloco do Pará e Amapá da 7ª rodada. Com a mudança, somente o aeroporto Val-de-Cans será concedido.

Para isso, a União, por meio da Infraero, e o estado do Pará decidiram firmar, ainda em setembro, um acordo de cooperação técnica no valor de R$ 15 milhões para a migração da estrutura do aeroporto Brigadeiro Protásio para o aeroporto Val-de-Cans.

O governo do estado vai entrar com os recursos financeiros, enquanto a Infraero será responsável pela migração da estrutura de um aeroporto para o outro.

Atualmente, todos os voos comerciais na capital paraense ocorrem no aeroporto Val-de-Cans. O outro terminal está restrito a hangares e afins. O governo local optou por revitalizar a área do aeroporto de menor porte para a população.

 

DEIXE UMA RESPOSTA