Aeroporto de Brasília só tem reserva de combustível para voos até 16h00

Mesmo com a chegada de 10 caminhões de combustível neste sábado, 26/05, as reservas de Querosene de Aviação (QAV) chegaram novamente a níveis críticos nos reservatórios.

Apesar do reabastecimento, que elevou as reservas a 12,5% no final do dia de ontem, o fluxo de chegada dos veículos ainda é insuficiente para regularização do estoque frente à demanda.

Com a liberação do QAV após as análises químicas que autorizaram o seu uso, o nível chegou a alarmantes 5% da capacidade, garantindo combustível apenas até às 16h00 deste domingo (27). O Aeroporto de Brasília já está no 6º dia de contingenciamento por causa da greve dos motoristas de caminhão que se iniciou na terça-feira (22/05).

O Terminal brasiliense recebe em média 20 caminhões tanque por dia. Desde o dia 22/05, quando a greve começou, até este domingo, o aeroporto recebeu somente 20 caminhões, número que representa apenas cerca de 16% da frota esperada para o período.

Continua valendo a medida que somente pousarão no Aeroporto de Brasília aeronaves com capacidade para decolar sem a necessidade de abastecimento no Terminal brasiliense. Aviões que pousarem e que necessitem de abastecimento ficarão em solo até o recebimento do combustível.

O Aeroporto aguarda a liberação do restante dos caminhões bloqueados no protesto de motoristas para regularização das operações aéreas do Terminal e normalização total do volume do pool de abastecimento do Aeroporto.

De acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal, sete caminhões foram liberados hoje de uma refinaria em Betim (MG) em direção ao aeroporto de Brasília. Outros 17 caminhões seguem também com escolta até a refinaria, para buscar uma grande carga de querosene para o aeroporto.


A Inframerica orientou aos passageiros que antes de vir para o Aeroporto, busquem informações com a sua companhia aérea.

DEIXE UMA RESPOSTA