Aeroporto de Cuiabá Marechal Rondon Copa Sul-Americana
Foto - Infraero

Fortes emoções antes mesmo da estreia do time do Cuiabá EC. em uma competição internacional de futebol. A equipe fará sua primeira partida pela Copa Sul-Americana em casa contra o time do Melgar do Peru.

Por pouco esse jogo poderia não acontecer por conta de um fator fora das quatro linhas do campo de futebol, o Aeroporto. O terminal localizado na região metropolitana de Cuiabá no Mato Grosso não é homologado para receber voos internacionais de passageiros, apenas militares e de cargas.

Por conta disso segundo o GE.globo, a Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) ameaçou dar W.O. por parte da equipe do Cuiabá EC por não ter um Aeroporto Internacional homologado para passageiros a menos de 150km de distância do local da partida para receber a delegação do Melgar. 

As regras da Conmebol estabelecem que os times visitantes em competições internacionais como a Libertadores e a Copa Sul-Americana, tenham Aeroportos até 150km de distância para o estádio onde será realizado o jogo.

Durante a negociação, foi cogitado que a partida de amanhã (07) pudesse ser transferida para outro local que atendesse as determinações da entidade sul-americana de futebol.

Porém, o Governo do Mato Grosso e a concessionária que administra o Aeroporto Marechal Rondon (CGB) solicitaram à Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) uma autorização provisória para que a delegação do Melgar pudesse desembarcar no Marechal Rondon.

Foi cogitado que o local fosse o Estádio Mané Garrincha em Brasília, uma solicitação de voo da companhia Star Peru junto a ANAC foi formalizada entretanto, com a autorização provisória, o voo para a Capital Federal foi cancelado.

A Star Peru deve realizar o voo para Cuiabá ainda nesta quarta-feira (06), com um Boeing 737-300 com capacidade para transportar 144 passageiros. 

O Aeroporto Marechal Rondon, que é o terminal principal de Cuiabá e do Mato Grosso, possui uma alfândega somente para cargas em voos internacionais. O terminal ainda está em processo de adequação para receber a internacionalização definitiva para voos com passageiros.

A Polícia Federal e a Receita informaram que foi concedida a autorização emergencial para receber a delegação do Melgar no Marechal Rondon. Serão realizados todos os procedimentos exigidos nesse tipo de operação.

Em 2014, durante a disputa da Copa do Mundo no Brasil, Cuiabá foi uma das cidades sedes do mundial da FIFA que conta com 32 seleções.

Pelo evento ter sido no país, as seleções chegaram em voos fretados em outros locais como São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília, e utilizaram voos fretados em caráter doméstico já que a cidade de origem é no Brasil.

Com isso, não foi necessário nenhuma autorização especial como a concedida para o desembarque da delegação peruana nesta quarta-feira (06). 

 

O que diz a concessionária?

“A Centro-Oeste Airports (COA) informa que foi procurada pela Conmebol, para providenciar os procedimentos para pouso e desembarque do avião de passageiros proveniente do Peru com a delegação do Melgar no Aeroporto Internacional de Cuiabá – Marechal Rondon para a disputa da partida pela Copa Sul-Americana.”

“O aeroporto, atualmente, está homologado para receber voos de passageiros nacionais e de cargas internacionais. Desta forma, a COA, desde que foi comunicada, vem trabalhando em parceria com Governo do Estado de Mato Grosso, a Anvisa, Polícia Federal, Receita Federal e MAPA, que já deram as autorizações necessárias para receber o voo.”

“Neste momento, a concessionária aguarda a autorização formal da ANAC para esta operação extraordinária no aeroporto.”

 

 

Com informações do portal GE