A concessionária do Aeroporto de Guarulhos, GRUAirport, exigiu que a Avianca Brasil pague todas as taxas à vista, a partir desta sexta-feira (12/04), após a companhia acumular vários atrasos e uma dívida com a empresa que já ultrapassa R$ 25 milhões.

Se a Avianca não cumprir o procedimento com a concessionária, ela poderá vetar o embarque dos passageiros no aeroporto onde a companhia opera mais voos.

Esse procedimento está sendo realizado desde o dia 08 de abril no Aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, também administrado por uma outra empresa de capital privado.

A companhia também corre o risco de suspender suas operações nos aeroportos de Florianópolis, Salvador, Porto Alegre e Fortaleza. Também por não pagar taxas de embarque, obrigatórias, e as taxas cobradas pelo aeroportos para operar no local, tratada no momento como “dívida”.

A Infraero e a Inframerica, que administra os aeroportos de Brasília e Natal, estão estudando se suspendem as operações da Avianca Brasil por falta de pagamento.