Aeroporto de Guarulhos Aeroportos ANAC
Foto: Juvenal Pereira/Via Governo Federal

O Aeroporto Internacional de Guarulhos, na zona metropolitana de São Paulo, é a principal entrada de passageiros do Brasil, sendo também o maior do Brasil em movimentação de aeronaves e pessoas. Desde sua inauguração as pistas 09/27R e 09/27L atenderam ao tráfego de aeronaves.

Contudo, o DECEA comunicou que a partir do dia 08 de setembro de 2022 as duas pistas terão as suas direções alteradas, de 09/27 para 10/28. Isso altera o procedimento de pouso utilizado pelos pilotos das aeronaves que operam no local. As cartas precisarão de atualizações, e até mesmo os sistemas de navegação digitais serão modificados.

Os pilotos e controladores de voo precisarão de uma atenção extra nas operações, visto que muitos já se acostumaram em citar nas fonias as cabeceiras 09 e 27. Logo, nos dias seguintes da modificação há chances de algumas ocasiões de erros dos tripulantes.

Mas pela complexidade do assunto, explicaremos com mais detalhes nos tópicos abaixo.

 

O que indica o número na cabeceira de uma pista?

Aeroporto de Passo Fundo
Obras em andamento em Passo Fundo. Foto: Divulgação/DAP

Se você já observou a pista de um aeroporto deve ter assimilado que algumas tem marcações parecidas, como a numeração na cabeceira.

Basicamente, essa numeração indica o rumo magnético (na bússola), na qual fica a direção daquela extremidade da pista. Ou seja, se você está se decolando ou pousando na cabeceira 27, isso indica que na bússola você deverá estar no rumo magnético 270º.

Da mesma forma, na cabeceira 09 a sua aproximação para pouso deverá estar sendo realizada alinhada com o rumo magnético 090º, ou algo próximo dessa direção.

Simples, mas eficiente, a Bússola está em todos os aviões e as coordenadas magnéticas são essenciais para uma aeronave em voo.

Outros aeroportos, como em Congonhas, as cabeceiras ficam em outra direção na bússola, neste caso nas direções 170º e 350º. O motivo de um aeroporto localizado a poucos quilômetros de Guarulhos ter outra direção das suas pistas é devido ao vento predominante.

Normalmente durante o projeto de construção de um aeroporto, as direções das pistas são estabelecidas de acordo com obstáculos ou o vento dominante no local. Por esse motivo há semelhanças, ou diferenças entre aeroportos em todo o Brasil e no mundo. 

 

Por qual motivo o DECEA alterou a direção das pistas no Aeroporto de Guarulhos?

O DECEA já esperava alterar a orientação das pistas do Aeroporto de Guarulhos, e devido ao mesmo fenômeno esperamos que vários aeroportos do Brasil sofrerão alterações nos próximos anos.

A mudança do norte real magnético é a grande responsável por esta alteração. Uma reportagem de 2020 da BBC alertou sobre uma mudança do Polo Norte magnético, lenta mas constante, do Canadá para a Rússia. 

“É por isso que o Polo Norte deixou sua posição histórica sobre o Ártico canadense e cruzou a Linha Internacional de Data. O norte da Rússia está vencendo o cabo de guerra”, disse Phil Livermore, da Universidade de Leeds, na Inglaterra. Cogita-se que os polos magnéticos da Terra caminham para um inversão em um futuro próximo.

O deslocamento está causando mudanças nas numerações das pistas dos aeroportos, e pela direção estar se aproximando de 100º e 280º no Aeroporto de Guarulhos, o DECEA decidiu pela alteração.

Além da alteração em nossas vidas, tão dependentes de GPS e bússolas atualmente, os cientistas também estudam se este fenômeno pode enfraquecer a proteção fornecida pelo campo magnético para a Terra. Um estudo aponta que a extinção dos neandertais, há 44 mil anos, teve como um dos pilares a inversão dos polos magnéticos.