Salvador Bahia Aeroporto
Foto - Divulgação

Há quatro anos, entrou em vigor o contrato de concessão do Aeroporto Internacional de Salvador à gestão da VINCI Airports, que o tornou um ativo-chave da sua rede. 

Desde então, mais de R$ 700 milhões foram investidos somente obras de requalificação e em iniciativas sustentáveis. Como resultado, o aeroporto ganhou mais eficiência e segurança em suas operações, além do posto de aeródromo mais sustentável do Brasil, por dois anos consecutivos, concedido pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). 

A VINCI Airports elevou o aeroporto aos mais altos padrões operacionais e de sustentabilidade. Com a construção de um novo píer de aeronaves e a implantação de mais seis novas pontes de embarque, além de outras melhorias, o aeroporto da capital baiana pode receber até 15 milhões de passageiros por ano.

Os passageiros também ganharam mais de 22 mil m² de área construída a sua disposição, uma variedade de opções comerciais e mais conforto ao viajar, com a substituição do sistema de ar-condicionado, a construção de uma área de pré-embarque ampla, novos elevadores e escadas rolantes, conjuntos sanitários adicionais, e disponibilização de internet de alta velocidade de cortesia.

Durante a Concessão, o Salvador Bahia Airport tem ganhado destaque pelo seu pioneirismo em sustentabilidade. Apontado pela Anac como o mais sustentável do Brasil por dois anos consecutivos, o aeroporto foi o primeiro do país a ter uma usina solar, a ser zero aterro sanitário e a não dispensar efluentes no meio ambiente. 

Destaca-se também a adoção do conceito de economia circular: 100% dos resíduos sólidos são recuperados e enviados para reciclagem ou outra destinação ambientalmente correta e há diversas iniciativas de reuso de água em curso.

Além disso, um trabalho rigoroso de manejo de fauna tem ajudado a diminuir o número de choques de aves com aeronaves, aumentando a segurança de pousos e decolagens e ajudando a preservar a biodiversidade local.  

Para os próximos anos, o objetivo da VINCI Airports é continuar aprimorando a experiência de viagem dos passageiros e avançar na preservação ambiental, zerando emissões líquidas de carbono até 2030. Entre os planos da VINCI Airports está dar continuidade ao desenvolvimento do potencial de tráfego aéreo, expandindo o hub e atraindo novas companhias e destinos.  A Concessão do Salvador Bahia Airport tem duração de trinta anos ao total. 

“Tudo que fizemos até aqui foi só uma fração do que está por vir. Continuaremos investindo no aeroporto nas próximas décadas, para manter um alto nível de serviço prestado aos nossos passageiros, segurança, eficiência e alinhamento com a tecnologia”, destacou Julio Ribas, diretor-presidente do Salvador Bahia Airport. 

DEIXE UMA RESPOSTA