Foto - ABC News

Devastado pelo furacão Irma e uma série de outro furacões, a Ilha de St Maarten está se recuperando aos poucos, e o aeroporto do local também está em uma recuperação avançada.

O aeroporto foi destruído até internamente, as cercas de proteção foram derrubadas com os ventos de até 295 km/h. Carros de serviço foram arrastados com o forte vento, placas de metal da estrutura do aeroporto voaram e o local foi destelhado. O terminal foi inundado e destruído pelo forte vento do furacão.

De acordo com a administração do local, cerca de 80% do telhado foi destruído pelo furacão, as partes metálicas enferrujaram devido a mistura de água do mar, arrastada pelos ventos do furacão.

O terminal do aeroporto sofreu graves danos no vento, água e sal do furacão, com equipamentos terminais destruídos e cerca de 80% do seu telhado danificado. O aeroporto está demolindo os restos do terminal e reconstruindo um novo edifício, em um processo que poderia levar de nove a 12 meses, diz Hyman.

O terminal antigo foi demolido, já que as obras no local seriam extensas, para reparar os danos. Um novo edifício está sendo construído ao lado do terminal antigo, sendo que essa obra vai durar de 9 a 12 meses.

A reconstrução do local custará cerca de US$ 100 milhões, contabilizando os reparos e reconstrução.

O local está operando atualmente em um terminal improvisado, visto que o principal acesso à ilha é através do mar. Sem o tradicional turismo, o tráfego de passageiros caiu muito, cerca de 70% comparando com o mesmo período de 2017.