Aeroporto de Brasília
Aeroporto de Brasília- Foto: Inframérica

A empresa Cirium, especializada em dados de aviação civil global, compartilhou recentemente o Airport On-Time Performance Report do mês de julho.

O relatório apresenta rankings dos aeroportos mais pontuais do mundo entre os aeroportos de mesma capacidade de processamento de passageiros. Na categoria Aeroportos Globais, o aeroporto de Guarulhos, em São Paulo/SP, se destacou na 3ª posição, com pontualidade de 90,16%.

Já na lista de Grandes Aeroportos, os terminais de Brasília, no Distrito Federal/DF, e Viracopos, em Campinas/SP, também figuram com melhores índices de pontualidade.

No relatório de julho, o aeroporto da Capital Federal ficou na 3ª posição, com 95,41% de pontualidade.

Já o terminal paulista está presente na lista com a 13ª colocação, com 90,05%. No relatório anterior (junho), esses aeroportos foram citados na 4ª (96,94%) e 18ª (88,99%) posição, respectivamente.

Os aeroportos de Guarulhos, Campinas e Brasília são os terminais com o maior número de pousos e decolagens no país. Nos seis primeiros meses do ano, juntos, eles já realizaram mais de 150 mil pousos e decolagens no mercado doméstico e internacional. O número representa quase um terço do fluxo total de voos realizados no primeiro semestre do ano.

A metodologia da Cirium para categorizar os aeroportos em Global, Grande, Médio e Pequeno considera as regiões atendidas e a quantidade de voos processados. Na categoria de grandes aeroportos, pode aparecer aeroportos da categoria global.

 

Sobre o relatório

Realizado há 11 anos, o relatório é divulgado de forma mensal pela empresa. No entanto, devido aos efeitos causados pela pandemia de Covid-19 na aviação civil mundial, os indicadores deixaram de ser publicados no início do ano passado.

Com a retomada do transporte aéreo em todo mundo, os dados voltaram a ser compartilhados a partir de maio deste ano. Os relatórios dos últimos dois anos ficam disponíveis para consulta no site da Cirium (clique no link para acessar).

DEIXE UMA RESPOSTA