(Reuters) – A companhia aérea francesa Aigle Azur informou que interromperá todas as atividades na sexta-feira à meia-noite, depois que um tribunal comercial rejeitou as ofertas de resgate financeiro, informou o governo francês em comunicado.

A Aigle Azur, de capital fechado, foi colocada sob proteção contra falência em 02 de setembro e interrompeu as operações dias depois, deixando 19000 passageiros sem voar.

O ministro júnior francês dos transportes, Jean-Baptiste Djebbari, disse em comunicado que o governo ajudará os 1150 funcionários de Aigle Azur a encontrar novos empregos o mais rápido possível.

Na semana passada, outra companhia aérea francesa muito menor, a XL Airways, disse que suspendeu a venda de passagens devido a dificuldades financeiras, no exemplo mais recente de companhias aéreas de baixo custo que enfrentam problemas financeiros.

A Aigle Azur utilizava uma frota de nove aviões Airbus A330 e A320, e declarou recentemente o cancelamento dos seus voos desde o dia 10 de setembro, sendo que os voos para o Brasil foram cancelados no dia 05 de setembro. Milhares de clientes aguardavam uma solução, enquanto a empresa não tinha caixa para reembolsar esses bilhetes.

DEIXE UMA RESPOSTA