Foto - Divulgação/Boeing

A Air Astana pretende encomendar 30 aviões Boeing 737 MAX 8 para servir como espinha dorsal de sua nova companhia aérea de baixo custo, a FlyArystan. A intenção foi anunciada no Dubai Airshow 2019.

As empresas assinaram hoje uma carta de intenções para os 30 aviões com um valor de US$ 3,6 bilhões.

Desde o início das operações em maio de 2002, a Air Astana tem crescido constantemente seus negócios a partir de seus hubs em Almaty e Nur-Sultan (anteriormente Astana), gerando uma rede que atende às principais cidades do Cazaquistão, Ásia Central, Ásia, China, Europa e Rússia. Ela opera uma frota de aviões que inclui a família Boeing 757, 767 e Airbus A320.

Em maio, a Air Astana lançou o FlyArystan para competir melhor no crescente segmento de baixo custo. A empresa diz que a nova companhia aérea registrou fortes vendas de passagens apenas nos primeiros meses de operação. O plano é expandir a rede doméstica em rápido crescimento, com serviços internacionais para Moscou a partir do próximo mês.

“Desde o seu lançamento em maio deste ano, o FlyArystan superou todas as expectativas e é claro que as viagens aéreas de baixo custo têm um grande futuro no Cazaquistão e na Ásia Central”, disse Peter Foster, Presidente e CEO da Air Astana.

“A Air Astana mantém um forte relacionamento com a Boeing desde que a companhia aérea começou a voar em 2002 com um par de 737NG. Hoje operamos os 757 e 767se acreditamos que o MAX fornecerá uma plataforma sólida para o crescimento do FlyArystan em toda a nossa região, uma vez que a aeronave tenha retornado com sucesso ao serviço”.