Foto - Air France

A Air France decidiu compensar 100% das emissões de CO2 em todos os seus voos domésticos. A partir de 1º de janeiro de 2020, essa compensação assumirá a forma de participação em projetos certificados por organizações reconhecidas.

Viajantes a negócios ou a lazer, empresas ou funcionários do grupo Air France poderão, assim, viajar por toda a França de maneira neutra em carbono.

“Precisamos intensificar a transição para uma forma mais sustentável de transporte aéreo e estamos voluntariamente assumindo novos compromissos para hoje e 2030. Decidi introduzir medidas para compensar 100% das emissões de CO2 geradas pelos nossos voos domésticos a partir de janeiro de 2020, para garantir que todos os nossos clientes tenham a possibilidade de voos neutros em carbono em toda a França”, explicou Anne Rigail, CEO da Air France.

“Estabelecemos um novo objetivo ambicioso para reduzir nossas emissões de CO2. Reduziremos o consumo de combustível por passageiro/km para menos de 3 litros até 2030.O transporte aéreo une as pessoas e promove uma abertura ao mundo. Nossa ambição é ser uma força motriz para ação e inovação na criação de uma aviação sustentável”, completou.

Há muitos anos a Air France se compromete a reduzir sua pegada ambiental, e oferece a seus clientes uma experiência de viagem responsável por meio de ações concretas — modernizando sua frota, promovendo eco pilotagem, reduzindo o peso dos equipamentos de bordo de suas aeronaves, reciclando resíduos, eliminando itens de plástico de uso único e muito mais.

Air France reforça seus compromissos

A Air France será uma das primeiras companhias aéreas a compensar as emissões geradas por seus voos domésticos. Concretamente, isso representa, em média, mais de 450 voos por dia e mais de 57.000 clientes. Os clientes corporativos também poderão optar pela compensação voluntária de até 100% das emissões geradas por seus voos de curto, médio e longo curso por meio de uma oferta dedicada.

A Air France também decidiu intensificar a redução de suas emissões de CO2 e está estabelecendo um novo objetivo para 2030 — reduzir suas emissões de CO2 em 50% por passageiro/km em comparação a 2005, ou seja, menos de 3 litros de combustível por passageiro por 100 km.

Desde 1º de outubro, a Air France está introduzindo a seleção de resíduos a bordo de seus voos para Paris, como garrafas plásticas, caixas (embalagens Tetra Pak), latas de alumínio e vidro (garrafas de vinho e champanhe).

Todos esses materiais serão classificados pela tripulação de cabine e então manuseados pelo prestador de serviços Servair em Paris-Charles de Gaulle e Paris-Orly e reciclados na França ou na Europa.

A Air France já decidiu eliminar o uso de itens de plástico descartáveis ​​(copos, talheres, etc.) a bordo de suas aeronaves a partir do final de 2019, e isso já representa 1.300 toneladas a menos de plástico por ano.

Por fim, para desenvolver soluções para um setor de aviação sustentável, a Air France se compromete diariamente a investir em pesquisa e inovação para alternativas confiáveis.

Com a Fundação Solar Impulse, a Air France planeja acelerar a adoção de soluções viáveis ​​econômica e ambientalmente no setor de aviação. Reduzirão notavelmente o impacto das emissões de carbono, desperdício e ruído. Essas soluções, algumas das quais poderiam ser usadas pela Air France e todas disponibilizadas para a indústria da aviação, contribuirão para a construção de um mundo mais sustentável.

DEIXE UMA RESPOSTA