Air France pode considerar Boeing 737 MAX caso não haja uma versão maior do Airbus A220

Foto - Air France

Atualmente a Air France possui uma frota doméstica formada totalmente por aeronaves da Airbus. Recentemente a companhia francesa anunciou mais encomendas para o Airbus A220-200 para substituir sua frota de A318 e A319, entretanto a companhia ainda não anunciou quais aeronaves irão substituir do A320 e A321.

Em uma conferência hoje(30/11) o CEO Ben Smith, afirmou que estuda um modelo maior do A220. A aeronave seria ideal para a Air France porém, ele também disse que caso não haja uma versão maior disponível no mercado, que a empresa poderia considerar incorporar o Boeing 737 MAX.

“O plano hoje é que a Air France tenha 114 aeronaves narrowbody, todas da família A320 … Temos toda a gama da frota narrowbody da Airbus. Fizemos pedidos de 60 [A220s], ou seja, cerca de metade da frota narrowbody. E vamos tomar uma decisão sobre qual tipo vai substituir a outra metade de nossa frota de corpo estreito.” Disse Ben Smith.

Atualmente a companhia francesa possui 18 A318, 33 A319, 44 A320 e 20 A321. Até o momento a companhia não anunciou nenhuma nova aeronave da família A320neo, que seria o substituto natural. 

Em julho de 2019, a companhia anunciou a encomenda de 60 aeronaves Airbus A220, número suficiente para substituir todos os A318 e A319. Agora a Air France aguarda um posicionamento da Airbus sobre uma versão maior do A220, caso contrario, a Boeing poderia fazer boas ofertas pelo 737 MAX, considerando até os de cauda branca.

“Se a Airbus decidir fazer uma versão maior do A220, isso pode fazer sentido. Claro, agora que o MAX está voando novamente, podemos olhar para isso. E, claro, sempre há o A321, o LR e o XLR.” Completou.

Boeing de corredor único não é novidade

A Air France já foi uma grande operadora dos Boeings 737 da geração ‘Classic’, tendo operado desde a versão -200, -300 e -500. Sendo o último, deixando de operar em 2007. Os olhares estão voltados agora para a possível volta dos 737 para a Air France, já que a indecisão ocorre em meio a volta do 737 MAX as operações no mundo todo.


Voltar a operar o Boeing 737 poderia mudar alguns planos da Air France, levando em consideração a economia e autonomia que o 737 MAX poderia oferecer. A companhia aguarda uma posição da Airbus, desde há algum tempo que a Air France vem mostrando interesse em uma versão maior do A220, sendo apelidada de ‘A220-500’.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA