Airbus A220

Recentemente a Air France encomendou 60 aviões do modelo A220-300, fabricados pela Airbus, com mais 60 opções de compra por parte da empresa.

E o executivo-chefe do Grupo Air France-KLM, Ben Smith, declarou à FlightGlobal que a companhia estaria interessada em uma versão maior com base na família A220, e poderia encomendar essa versão com base nas suas opções de compra para o A220, expandindo para 120 encomendas firmes.

“Se a Airbus desenvolvesse uma versão maior do A220, a Air France estaria interessada em mudar para essa variante”, disse Smith.

Smith descreve o A220 como uma “ótima ferramenta” para reestruturar as operações de curto e médio curso da Air France – especialmente a rede doméstica.

 

Um A220 maior

No projeto da Bombardier também estava uma possível versão CS500, de maior capacidade que a CS300 (atual A220-300). Uma expansão de 3 a 4 metros na fuselagem do A220 seria suficiente para colocar o avião na capacidade máxima de 190 passageiros, sem comprometer tanto o peso da aeronave.

O presidente do programa CSeries declarou em 2016 que a atual asa da aeronave seria capaz de suportar uma versão de maior tamanho, e peso.

Mesmo crescendo de tamanho, a diferença de peso é grande o suficiente entre uma aeronave de nova geração, como a linha A220, e a antiga geração da Airbus mas com motores novos, o A319neo. Um A220-300 tem seu peso operacional (vazio) de aproximadamente 37 toneladas, enquanto o A319neo pesa 42,6 toneladas.

Uma versão de fuselagem expandida do A220 seria diretamente uma substituta do A320neo no mercado, provavelmente com uma eficiência muito maior no consumo de combustível. Apesar dessa iniciativa, a Airbus ainda está encorajada nos seus estudos recentes para criar um novo avião no mercado narrowbody, e continuar liderando nesta parte do mercado de aviões comerciais (clique aqui para saber mais).

DEIXE UMA RESPOSTA