Air Tahiti Nui realiza maior voo doméstico do mundo com o Boeing 787

A Air Tahiti Nui concluiu com sucesso o voo mais longo do mundo usando o 787 Dreamliner, e também se tornou mais longo voo doméstico já realizado. A aeronave viajou sem escalas entre Papeete(PPT) no Taiti e Paris(CDG) na França, percorrendo 15715 km em 15 horas e 45 minutos.

A companhia aérea da polinésia francesa geralmente opera um voo entre Papeete e Paris com uma escala em Los Angeles na rota. No entanto, com a proibição de voar nos EUA afetando os viajantes franceses, a parada em Los Angeles ficou fora de questão. A companhia aérea então decidiu fazer a rota direta sem a escala.

A uma distância de 15715 km, o voo ultrapassa a operação regular mais longa do mundo atualmente, o voo da Singapore Airlines entre Cingapura e Newark, com 15343 km. Curiosamente, o voo é tecnicamente uma operação doméstica, por isso também levou a coroa como o voo doméstico mais longo do mundo; um recorde que dificilmente será quebrado.

Isso foi possível porque o Taiti é uma das ilhas polinésias francesas, que são uma coletividade estrangeira da República Francesa.

Para realizar o grande feito, foram necessárias algumas alterações na operação. O alcance do Boeing 787-9 é de 14800 km, isso são quase 1.000 km a menos da distância necessária para este voo.

Para o voo Cingapura(SIN) e Newark(EWR) da Singapore Airlines, programado regularmente, a companhia aérea usa um 787 Dreamliner de alcance ultra longo e especialmente modificado, com uma configuração de assento premium para reduzir o peso transportado.

A Air Tahiti não teve tempo de modificar seu Dreamliner para o voo ou adicionar capacidade adicional de transporte de combustível. No entanto, é provável que o voo tenha sido possível devido à baixa demanda generalizada de viagens no momento.


O voo TN64 foi operado pelo Boeing 787-9 de matricula F-OTOA, que foi entregue a empresa em agosto de 2019.

 

DEIXE UMA RESPOSTA