Airbus A320 da Air New Zealand tem problemas após receber descarga elétrica

Um voo da Air New Zealand operado com um Airbus A320 precisou ser desviado por conta de recebido uma descarga elétrica.

O ocorrido foi logo após a decolagem no dia 08/08, o voo que tinha origem em Auckland e destino final Queenstown porém por problemas detectados na aeronave foi desviado para Christchurch.

O voo NZ615 da Air New Zealand teve uma duração curta, após a decolagem o avião foi atingido por um raio. A aeronave pousou em Queenstown com segurança e seus passageiros foram realocados em outro voo.

A Air New Zealand está ainda avaliando os danos ocorridos no Airbus A320. Aviões serem atingidos por raios são acontecimentos comuns, a FAA diz que é provável que um avião seja atingido uma vez a cada 1.000 horas de voo. Isso equivale aproximadamente a uma aeronave sendo atingida um pouco mais de uma vez por ano. 

Um raio pode afetar um avião por vários motivos, como a localização geográfica em que a aeronave opera e a frequência com que está decolando e pousando. Por exemplo, nos EUA, partes da Flórida experimentam uma média de 100 dias de tempestade por ano.

Os aviões comerciais padrão são projetados para receber quedas de raios. Os aviões são feitos de alumínio e ligas de aço em algumas partes, que são condutores naturais de eletricidade. Quando o raio atinge, a corrente viaja ao redor da casca externa da aeronave, para longe da cabine.

 

DEIXE UMA RESPOSTA