Airbus A321 da American que sofreu avaria na asa durante a decolagem não voará mais

Foto - Airbus

Um A321 da American Airlines que se envolveu em um incidente na asa durante uma decolagem em abril de 2019 não retornará ao céus. A decisão vem 15 meses após o incidente, durante esse período o avião ficou parado no Aeroporto J.F Kennedy, em Nova York. 

O incidente ocorreu em 10 de abril de 2019, com um Airbus A321 de matrícula N114NN. A aeronave deveria operar o voo AA300 de origem no Aeroporto J.F Kennedy, em Nova York,  com destino a Los Angeles.

De acordo com as investigações, durante a decolagem este Airbus A321 fez uma leve curva para a esquerda, mas suficiente para colidir a ponta da asa com uma placa de sinalização da pista.

No momento da decolagem o avião enfrentava um fortes ventos, que solicitaram muitas correções de direção aos pilotos, para manter o avião alinhado na pista.

O impacto fez com que a asa esquerda fosse danificada significativamente, a aeronave decolou e subiu sem mais incidentes. O A321 subiu a 20000 pés antes de fazer uma curva e pousar no J.F Kennedy.

“Há um bom vento lateral, mas tivemos uma rotação não comandada para a esquerda“, disse o piloto ao ATC.

Segundo um relato ainda sem confirmação, alguns componentes maiores da aeronave voltarão para a Airbus ou serão doados mas a estrutura principal será descartada e posteriormente reciclada.


 

DEIXE UMA RESPOSTA