O Airbus A330-900neo agora é certificado na norma ETOPS 180, que permite voos até três horas longe de um aeroporto alternativo.

Isso acompanha a previsão da Airbus de entregar o primeiro A330-900neo da TAP nas próximas semanas, e possibilita que a companhia realize voos entre a Europa e os Estados Unidos e Brasil com o A330neo.

No entanto há uma restrição sobre essa certificação ETOPS. Por motivos de confiabilidade do motor Trent 7000, ela só é válida para motores com menos de 500 ciclos de uso. De acordo com o órgão de certificação, pelo Trent 7000 ter tecnologias incorporadas no Trent 1000 (do Boeing 787), a Airbus juntamente com a Rolls-Royce vão ter que demonstrar a confiabilidade do novo motor nos próximos meses.

Em nota a Airbus disse que a restrição “não está relacionada a nenhum problema técnico com o motor Trent 7000”. “Esperamos que estas restrições [ETOPS] sejam removidas até ao final deste ano, uma vez que tenhamos fornecido à EASA a documentação apropriada.”

A Airbus garantiu a certificação de tipo do A330-900neo em setembro deste ano, após mais de 1000 horas de voos de testes, que também demonstraram uma necessidade de atualização nos motores Trent 7000 para os aviões de produção em série, direcionados para as companhias aéreas.

A certificação ETOPS 180 permite a aeronave voar por até 180 minutos em áreas sem aeroporto para alternar o voo, dentro de um raio 3 horas de qualquer outro aeroporto.

A certificação ETOPS 180 indica a confiabilidade do projeto, visto que um dos quesitos é a probabilidade de falhas do único motor que está em funcionamento. Quanto maior o tempo possível de ETOPS, mais confiável é o motor.

 

O Airbus A330neo

Equipado com motores Rolls-Royce Trent 7000, o A330neo será oferecido às companhias aéreas em duas versões. Com acomodação para 257 passageiros (A330-800neo) e 287 passageiros (A330-900neo).

O Trent 7000 da Rolls-Royce é o único motor disponível para o A330neo, com o dobro da relação de bypass do Trent 700 que alimenta o A330ceo, a Rolls-Royce disse que o Trent 7000 reduz o consumo de combustível em até 10%, com todas as alterações a redução deverá ser de 15%, em relação à geração anterior.

O A330neo também é equipado com o novo interior Air Space da Airbus, preparado exclusivamente para essa nova geração do A330neo.