A Airbus apresentou hoje (06/08) os seus resultados do mês de julho, incluindo também a influência do novo avião, o Airbus A220, nos números de produção e encomendas.

O mês de julho foi especialmente anormal para a Airbus, que fechou muitos acordos no Farnborough Airshow 2018, mas poucas encomendas firmes contabilizadas no mês.

No total acumulado do ano a Airbus já recebeu 214 encomendas firmes para os seus jatos, sendo a maioria para aviões da família A320ceo e neo. O Airbus A350 também se destacou, ao ganhar 36 encomendas no período, dessas oito foram em julho, por um cliente que ainda não quer se identificar.

Em julho a fabricante entregou 77 jatos comerciais, para 50 clientes no total. Todos os modelos de aviões listados pela empresa, inclusive o A220, foram fabricados e entregues pela Airbus em julho.

Em 31 de julho, o backlog da Airbus era de 7464 aeronaves, algo que sustenta a produção da empresa pelos próximos 10 anos, com a taxa atual de produção, sem a necessidade de receber mais encomendas.

Destaque para o A350XWB novamente, que já acumula 890 encomendas nas duas versões disponíveis.