Foto: Airbus
O Airbus Zephyr S completou mais uma campanha de voo de testes bem-sucedida em 2021. A aeronave consiste em uma plataforma de alta altitude alimentado por energia solar (HAPS, na sigla em inglês), realizou uma campanha de voo no dia 13 de setembro a partir do estado do Arizona, nos Estados Unidos.
 
A campanha de voo tinha buscou avaliar como Zephyr poderia ser usado em operações futuras, ao sobrevoar fora do espaço aéreo restrito e sobre o espaço aéreo compartilhado com o tráfego aéreo comercial. A aeronave conta com um sistema óptico de observação da Terra avançada para carga Zephyr (OPAZ). Além disso, o voo do Zephyr também serviu para avaliar a sua consciência situacional instantânea, persistente e melhorada.
 
 
A campanha consistiu em seis voos no total, sendo quatro voos de teste de baixo nível e dois voos estratosféricos. Os voos estratosféricos tiveram duração em média de 18 dias cada, totalizando mais de 36 dias de voo estratosférico na campanha. Isso adiciona mais 887 horas de voo às 2.435 horas estratosféricas de voo para Zephyr até o momento, marcando um progresso significativo para o HAPS de asa fixa.
 
Curiosamente, o Zephyr utiliza luz solar para voar e recarregar suas baterias, abrindo mão do uso de combustível e não produzindo emissões de carbono. Tal capacidade inovadora e potencialmente transformadora faz parte dos planos da Airbus de avançar rapidamente para operações de alta altitude.
 
Podendo permanecer na estratosfera por meses, o Zephyr trará novos recursos de observação e conexão para clientes comerciais e militares. O Zephyr poderá no futuro gerenciar a gestão de desastres, incluindo o monitoramento da propagação de incêndios florestais ou derramamentos de petróleo.
 
O avião solar também fornece vigilância persistente, traçando a paisagem ambiental em mudança do mundo, sendo capaz de fornecer comunicações para as partes mais desabitadas do mundo.
 
Via: Airbus

DEIXE UMA RESPOSTA