A Airbus confirmou em uma curta nota nesta quinta-feira (31/01), que a Emirates está conversando com a empresa para negociar os seus contratos de encomenda do A380.

De acordo com fontes, a Emirates quer converter alguns ou todos os seus 20 pedidos do A380 para aviões da família A350. Essa quantia é derivada de uma encomenda realizada em 2018 pela Emirates, para 36 aviões A380, no mesmo ano a companhia decidiu cancelar 16 encomendas deste acordo, adicionando apenas 20 encomendas na sua carteira de pedidos para o A380.

A Emirates solicitou alterações nas encomendas pois está insatisfeita com o custo de aquisição dos motores, e o desempenho dos mesmos. Anteriormente a Emirates forçou uma atualização dos motores Rolls-Royce para encomendar o A380 equipado com esses motores.

Esta é a segunda vez que a Emirates demonstra interesse no A350, na primeira a companhia encomendou 70 aeronaves, ainda em 2007, o pedido foi cancelado nos últimos anos, a Emirates apontou uma preferência para o projeto do Boeing 777X.

A Airbus já está cortando a produção do A380 para oito aviões neste ano, caindo para seis por ano a partir de 2020. Esse plano da Airbus foi colocado para adequar as entregas com a capacidade da Emirates receber novos aviões, atualmente a companhia aérea é responsável por 90% da carteira de encomendas restantes do A380.

A Emirates também é a maior cliente do A380, com quase 109 aviões em sua frota e 53 encomendas.