Airbus Helicopters VSR 700
Foto: Airbus

A Airbus Helicopters começou a testar as capacidades autônomas de decolagem e pouso no mar para o VSR700, um sistema aéreo não tripulado (UAS) que está sendo desenvolvido no âmbito do programa SDAM (Système de drone aérien de la Marine), conduzido pela DGA (Direction générale de l’Armement – a Direção Geral de Armamento Francesa) para a Marinha Francesa.

Os testes foram realizados usando um veículo opcionalmente pilotado (OPV) baseado em um Guimbal Cabri G2 modificado equipado com o sistema autônomo de decolagem e pouso (ATOL) desenvolvido para o VSR700.

Esta campanha de testes de voo abre caminho para a próxima demonstração do VSR700, no mar, a bordo de uma fragata da Marinha Francesa.

“Esses testes em condições reais constituem um passo crucial para a campanha que realizaremos no mar com a DGA e a Marinha Francesa ainda este ano”, explicou Nicolas Delmas, chefe do programa VSR700 da Airbus Helicopters.

“Usando o OPV, demonstramos as capacidades únicas de decolagem e pouso autônomo do VSR700. Também provamos o funcionamento ideal do veículo e sua interface de estação de comando a bordo de uma embarcação em condições realistas.”

A campanha de testes foi realizada na costa de Brest, na França, a bordo de uma embarcação civil equipada com uma plataforma de pouso de helicóptero na presença de especialistas da DGA.

Além de demonstrar o sistema ATOL desenvolvido para o VSR700, os testes também foram usados ​​para avaliar os procedimentos de aproximação antes do pouso na embarcação.

O envelope de voo do VSR700 no mar, nas proximidades de uma embarcação, foi testado de acordo com os objetivos de desenvolvimento e foi confirmado como totalmente compatível com as operações navais.

Ambos os modos semi-autônomo e totalmente autônomo do sistema ATOL foram demonstrados com sucesso em diferentes estados do mar. O VSR700 usa o Airbus DeckFinder para permitir decolagem e pousos autônomos no convés do navio em todas as condições climáticas, durante o dia ou a noite. No total, foram realizados 150 lançamentos e recuperações autônomos. Também foram testados o manuseio e manobra do OPV, representante do VSR700, no convés do navio.

O OPV pode transportar um piloto de teste para permitir testes iniciais mais seguros e ágeis antes que esses sistemas sejam integrados ao VSR700 totalmente autônomo. O OPV inicialmente realizou decolagens e aterrissagens pilotadas antes de mudar progressivamente para manobras totalmente autônomas.

Projetado para operar ao lado de outros ativos navais embarcados, o VSR700 é um UAS na faixa de peso máximo de decolagem de 500-1.000 kg.

Oferece o melhor equilíbrio entre capacidade de carga útil, resistência e custo operacional. Ele é capaz de transportar vários sensores navais de tamanho normal por longos períodos e pode operar a partir de navios existentes, ao lado de um helicóptero, com baixa pegada logística.

O primeiro protótipo do VSR700 realizou seu voo inaugural em 2020 e expandiu seu envelope de voo em 2021. Em abril de 2021, a DGA encomendou um segundo protótipo do VSR700 para se concentrar em testes que abrangem os requisitos do SDAM e permitir um desenvolvimento mais amplo e rápido para isso meta.

 

 

Com informações da Airbus.