A Airbus iniciou a montagem final do primeiro A321XLR, realizando na planta de Hamburgo (Alemanha) a junção entre as fuselagens central e traseira da aeronave.

Anteriormente a Airbus realizou a montagem separada dos componentes de cada seção da fuselagem, como a ‘caixa de asa’ do avião, localizada na fuselagem central e responsável pela fixação das asas.

A fuselagem traseira também foi montada considerando o tanque extra de combustível (RCT) produzido pela Premium Aerotec, e entregue recentemente.

Agora os dois componentes serão unidos em uma linha de produção separada dos demais aviões, que também conta com tecnologias 3D para facilitar a montagem (Clique Aqui para saber mais).

“É um marco importante para o programa A321XLR. As equipes podem se orgulhar dessa conquista e da velocidade geral da industrialização. Estamos no caminho certo com nosso planejamento. A linha piloto dedicada ao A321XLR está pronta e aguardando para operar as fases de montagem da primeira aeronave de teste de voo, até a entrada em serviço”, disse Martin Schnoor, chefe do Programa de Desenvolvimento de Aeronaves A321 XLR.

Nas próximas semanas a Airbus finalizará a integração do módulo completo Tanque Central Traseiro (RCT) na seção 17, com a montagem estrutural da segunda aeronave de teste de voo.

A fase de montagem dos equipamentos auxiliares da primeira aeronave está prevista para outubro e novembro, seguida por um período dedicado à instalação dos equipamentos de teste de voo.

Airbus A321XLR
Foto – Divulgação

O primeiro avião deverá ficar pronto em 2022, iniciando assim os testes para certificação que serão finalizados até 2023, mesmo ano de entrada em serviço da aeronave.

Com as mudanças de design e do novo tanque, o Airbus A321XLR promete ter um alcance de 8.700km, sendo 15% maior que o seu irmão A321LR. O novo avião é muito aguardado por diversas empresas que planejam voar mais longe com uma aeronave mais eficiente, e talvez até alcançar mercados novos. 

Há mais de 450 encomendas ativas para o A321XLR atualmente.