Airbus A220

A Airbus vai mudar a direção do programa A220 e da presidência-executiva da divisão da fabricante no Canadá. Benoit Schultz que é chefe de compras da fabricante irá assumir o cargo deixado por Philippe Balducchi. 

Philippe Balducchi foi o responsável por adquirir o programa C-Series em 2018, e permitiu a fabricante expandir seu catalogo de aeronaves em um espaço onde a Airbus não tinha grande participação.

Benoit Schultz vai assumir o novo cargo a partir de setembro, e terá a missão de reduzir os custos com o programa e gerenciar as novas vendas do A220. O futuro presidente-executivo está na empresa desde 2002, entrou na parte de engenharia da Airbus antes de assumir funções financeiras. 

A primeira missão de Schultz foi lidar com aquisição de poltronas e equipamentos eletrônicos para a cabine de passageiros. Alguns anos depois, foi designado vice-presidente sênior para aquisição de sistemas e serviços principalmente para o novo programa A220.

“Schultz liderará a organização à medida que ela avança para a próxima fase natural de seu desenvolvimento e maior integração com o novo modelo operacional da Airbus”, disse a fabricante em comunicado.

Ainda na administração de Philippe Balducchi, foi criada uma nova linha de montagem nos EUA e também em Montreal no Canadá. Para tornar o programa mais rentável, foi desenvolvida também a versão executiva da aeronave para ampliar o catálogo e captar mais vendas.

“Temos o benefício da provisão do contrato deficitário da alocação do preço de compra, então podemos trazer perdas para um valor baixo de um milhão de três dígitos”, disse Dominik Asam, diretor financeiro da Airbus.