Airbus recebe primeira encomenda para versão de luxo do A220

Airbus A220 - ACJ220
Foto: AIrbus

A Airbus revelou hoje (06/10) a sua nova aeronave A220 configurada totalmente para classe executiva com artigos de luxo. O novo jato a ser incorporado e ser usado como base é o A220-100, modificado em sua capacidade de voo e configuração interna.

Esse A220 faz parte do projeto ‘TwoTwenty’, que é voltado para a linha de jatos executivos da Airbus. Com as modificações feitas, a aeronave será capaz de fazer trechos longos onde seria escalado aeronaves como o A350 para realizar o voo. 

As modificações na autonomia garantem uma capacidade de operar voos com até 10500km ou 5.650 nm. Podendo operar rotas como de Londres para Los Angeles e Tóquio para Dubai. Em sua configuração normal para passageiros, a aeronave tem capacidade para levar até 120 passageiros com alcance de 2.760nm.

Ainda dentro do pacote de mudanças para o A220 na versão executiva, está a certificação de operações com aeronaves de dois motores em rotas mais longas. A extensão é de 180 minutos a mais, o que permitira realizar rotas diretas com maior frequência.

Segundo a Airbus, com a introdução do A220 ‘TwoTwenty’, será um mercado totalmente novo. Essa seria uma opção diferente das aeronaves de grande porte nas versões executivas.

ACJ TwoTwenty interior
Foto: Airbus

“Esta oferta inclui, pela primeira vez, um catálogo de cabine flexível, atendendo aos requisitos das categorias de jatos executivos pesados ​​e de longo alcance”, acrescenta.

O foco atual da Airbus é somente na versão -100 do A220. Voltado totalmente para o mercado corporativo. Desde a aquisição do programa da Bombardier, a Airbus tem buscado modificar e aumentar sua capacidade operacional para as companhias aéreas, buscando tornar o avião ainda mais competitivo.


A Airbus afirma que a aeronave será capaz de usar os mesmos aeroportos dos jatos executivos concorrentes, mas fornecerá três vezes o espaço da cabine e gerará um terço a menos nos custos operacionais.

O presidente da Airbus Corporate Jets, Benoit Defforge, disse que o A220 não será um concorrente direto do ACJ319neo. Reforça que são jatos que se complementam, e que o novo programa ‘TwoTwenty’ não afetará o A319 e seu programa de cabine executiva e corporativa. 

Foto: Airbus

Defforger disse ainda que o mercado de jatos executivos está “muito resiliente” se comparado ao transporte aéreo regular. Ele afirma ainda que os novos clientes que chegam em busca da própria aeronave, chegam com um “pensamento novo” em voar e ter privacidade. 

Foram anunciados hoje pela fabricante francesa, seis pedidos para o novo jato executivo da empresa. Sendo dois deles para Comlux e os quatro restantes para empresas não identificadas. A entrega do primeiro A220 modificado está prevista para o ano de 2023

“Estamos orgulhosos de ser o cliente lançador do mais novo membro da família da Airbus, o ACJ TwoTwenty, e o parceiro selecionado para equipar a cabine em nosso centro de completação em Indianápolis. Trabalhamos em conjunto com a ACJ e compartilhamos nossa longa experiência na operação e acabamento de todos os tipos de aeronaves, para permitir que o novo Bizjet ofereça mais conforto e as mais recentes inovações de cabine disponíveis na indústria ”, disse Richard Gaona, Presidente Executivo e CEO da Comlux.

“Graças à combinação única de alcance intercontinental, conforto, espaço extra e economia inigualável, estamos convencidos de que a aeronave será uma vencedora no mercado de aviação executiva.”

 

DEIXE UMA RESPOSTA