Airbus A320neo

A Airbus vai buscar fortalecer sua taxa mensal de fabricação das aeronaves da família A320 em até três anos. A fabricante realizou estudos com sua cadeia de suprimentos e indicou que o momento é favorável para o aumento da taxa mensal.

Ao final de março o número total de encomendas para a família A320 de nova geração era de 5.741 aeronaves encomendadas. Com base nisso, a Airbus tem o planejamento de aumentar a taxa mensal para 65 aeronaves no próximo, porém com a demanda ainda forte pelo jato, esse número deverá saltar para 75 em três anos.

O chefe-executivo da Airbus, Guillaume Faury, disse durante a coletiva de resultados do trimestre que a taxa de 65 aeronaves estava nos planos da fabricante para o próximo ano e a cadeia de suprimentos vai permitir uma taxa maior em três anos.

“Tínhamos indicadores nos dizendo que era o momento certo [e] condições para lançar um aumento de taxa. Recebemos feedback que nos diz que [o aumento da taxa] é possível”,, disse o executivo.

“Vemos isso a partir da taxa 65, que pretendemos atingir em meados do próximo ano, e 2025 isso dá tempo suficiente para ter uma velocidade de ramp-up consistente com o que a cadeia de suprimentos poderá entregar.” Completou Faury.

Apesar da grande expectativa, o executivo disse que ainda há desafios por conta da pandemia, e isso afeta diretamente os prazos dos fornecedores em entregar peças para a fabricação das aeronaves, algo que tem mudado constantemente.

Faury disse ainda que a Airbus está atenta aos problemas que podem surgir com os fornecedores e que as medidas para solucionar os problemas serão rápidas para garantir que a taxa de fabricação seja cumprida.

A fabricante também irá aumentar a capacidade de suas fábricas para atender a demanda crescente pelo Airbus A320neo, incluindo as dos EUA. A Airbus também quer preparar as linhas de montagem para que todas sejam capazes de fabricar o Airbus A321neo.

“Vemos um forte crescimento contínuo na demanda de aeronaves comerciais [além deste ano] impulsionado pela família A320. Esse aumento beneficiará a cadeia de valor global da indústria aeroespacial.” Disse Faury.

Airbus A321neo
Foto – Airbus

 

 

Com informações da Flight Global.